5 dicas para um perfil mais atraente no Linkedin

5 dicas para um perfil mais atraente no Linkedin

Já falei sobre criar e manter um perfil no Linkedin, mas como saber se ele está interessante o suficiente? Mais do que uma cópia do seu currículo, é essencial trazer o melhor de suas experiências e desejos para a plataforma. Não sou uma especialista em Linkedin, apenas uma usuária muito curiosa e que tenta todos os dias aprender algo novo por aqui.

Meu perfil não é perfeito e sempre tento melhorá-lo. Separei algumas ideias para colocarmos em prática juntos. Que tal?

1 -Tenha uma boa apresentação

Aqui não é apenas espaço para um “currículo chique”. É preciso dar vida para suas experiências anteriores, suas referências e também aos seus objetivos (lembre-se bem disso, é o ponto central para o seu bom uso do Linkedin e todos os tópicos passarão por isso: seus objetivos). Use o seu tradicional currículo como uma base, é o princípio para o trabalho aqui.

Seja real

Você precisa ser verdadeiro e não uma cópia de alguém ou uma pessoa seguindo uma “receita de bolo” . O que você espera para sua vida? Quer trabalhar em uma área específica, quer mudar de país, quer encontrar pessoas com os meus objetivos profissionais que você? Coloque isso de maneira clara em seus textos. Ao apresentar seu conhecimento, dê ênfase para isso, procure pessoas para sua rede dentro do perfil, escolha quem seguir, o que escrever…

Fale sobre você

Faça um bom resumo de quem você é, mas não deixe de detalhar bem as suas atividades. Ao contrário do currículo normal, que precisa ser bem conciso, por aqui você pode dissertar bem. Faça um ótimo uso de palavras-chave e isso facilitará muito quando as pessoas procurarem por perfis similares aos seu.

Releia sempre

Revise seu material, tanto para escrita quanto para atualizações. É sempre bom trazer pontos novos e colocar novos aprendizados. Mesmo as experiências antigas, se seu foco de trabalho muda, pode ganhar novos ares com algumas alterações de texto e inserção de cursos e certificados que você poderia não ter considerado tão relevantes na época.

2- Compartilhe materiais relevantes para sua rede

Selecione bem o que você vai curtir ou republicar em seu perfil. É bom entender qual o público atendido pelo Linkedin, os seus objetivos por aqui e também como você quer ser percebido pelas outras pessoas. Quais são os assuntos mais atuais da sua área? Quais as principais novidades que podem mudar a sua rotina de trabalho? E como até mesmo os seus hobbies podem ser relevantes para o caminho profissional de outras pessoas?

Compartilhar notícias pelo Linkedin tem sido muito comum e é muito bom contar com uma curadoria tão especial quanto alguns grandes influenciadores presentes na rede. Muitas vezes conhecemos também outros veículos e empresas por aqui. E isso é o tema do próximo tópico:

3- Encontre e siga pessoas inspiradoras

Uma rede composta por grandes referências corporativas do mundo inteiro está repleta de boas inspirações. Você pode segui-las e acompanhar suas atividades, conexões e publicações. Com isso, você estará bem atualizado sobre o que eles pensam e consideram importante na rotina da rede social.

E esse é apenas o ponto de partida: existem centenas de pessoas incríveis bem perto de você. Sempre fique de olho nos comentários nos posts que você gosta e também nas pessoas relacionadas dentro de empresas que admira.

4- Invista em conteúdo de qualidade

Saber o que compartilhar é muito bom e fazer a curadoria para a sua rede, é bom que você dialogue, comente e tente ser relevante.

Já escreve no Pulse? Essa é uma oportunidade muito interessante para ter um blog vinculado ao seu perfil. Por lá você pode abordar temas que são do seu meio e trazer um pouco do seu conhecimento para a sua rede. Experimente criar seus próprios conteúdos e aproveite para ampliar o alcance do que você considera importante.

5- Considere bem suas conexões

Não seja um spammer que sai adicionando todas as pessoas disponíveis na rede! Ter um perfil com muitas conexões é válido, mas não é bem melhor pensar que todos possuem uma conexão relevante com você e/ou seu trabalho?

Preste atenção à localização, mercado e aos seus objetivos. O Linkedin faz algumas sugestões e você pode avaliar quais você acha mais interessante (sim, avaliar, não saia enviando convites para todos!).

E seja coerente com suas escolhas: quando adicionar uma pessoa muito diferente do seu círculo social/profissional, envie uma mensagem cordial contando as razões para a nova conexão. Assim, a outra parte pode considerar manter essa ligação ou não. De qualquer maneira, você pode seguir as pessoas sem que elas façam necessariamente parte de sua rede.

Se você já tem cuidado com as pessoas em suas outras redes sociais, como não teria no Linkedin?

Vou aproveitar para dar mais uma olhada no meu perfil e nas conexões, além de procurar mais grupos interessantes e sair de alguns que não são muito relevantes para meu momento. Mas acho que minha primeira atividade será pensar possíveis conteúdos interessantes para posts nas próximas semanas. E você, quais serão os seus próximos passos para melhorar a sua presença no Linkedin?

kindle unlimited 30 dias

Deixe uma resposta