Quer escrever melhor? Seja simples

quer escrever melhor?

Mais do que escrever corretamente, a dificuldade de algumas pessoas em manter uma linha de desenvolvimento de ideias e argumentos durante a produção de um texto tem sido uma observação constante. O bom domínio da comunicação faz toda a diferença  e contar uma história com “começo, meio e fim” é essencial.

Por ser uma habilidade comum, muitas pessoas acabam a considerando banal em meio a tantas outras capacidades técnicas e emocionais. O profissional pode ser incrível,  mas se não consegue explicar uma ideia, dar um feedback adequado ou envolver o seu interlocutor em uma mensagem, por exemplo, uma barreira acaba sendo criada e a performance de toda a empresa pode ser afetada.

Não tente “parecer sofisticado”

A ideia de inserir palavras grandes, pouco usuais ou em outra língua de maneira exagerada não é interessante. Sabe quando bate aquela dúvida sobre uma conjugação ou sobre como uma palavra é escrita? Mude a sua frase/palavra para algo que você tem certeza ou que pode ser de entendimento mais fácil – mas evite sempre as gírias e figuras de linguagem que desqualifiquem seu discurso.

Lembra do Carro Velho? Não pense que aquilo é tão ficcional assim. Quem nunca recebeu um email quase estrombólico, cheio de palavras difíceis para parecer mais erudito?  Isso acaba criando dificuldades para aproximar os envolvidos e pode tirar a credibilidade do autor, caso o leitor tenha conhecimento do termo escrito e perceba que está aplicado de maneira equivocada. Seja objetivo!

E sua escrita pode ficar ainda melhor se você entender outros pontos complementares:  

Não use modelos como ‘muleta’

Durante o dia a dia no trabalho, podem existir templates para emails e roteiros para atendimento, por exemplo. Essa iniciativa facilita o alinhamento de discurso corporativo, mas pode atrapalhar o desenvolvimento individual do processo, criando uma dependência desse conteúdo e não sabendo extrapolar o que já está pronto.  Em alguns casos, falta até mesmo a leitura do modelo para ajustá-lo à realidade do cliente ou o momento na jornada – um erro que pode ser evitado com facilidade.

Avalie o que é padrão e siga os manuais, fazendo disso um aprendizado. Veja a construção das frases, a organização das informações e como existe um caminho para alcançar uma ideia.  E em alguns momentos, tente sair dessa zona de conforto e criar seus próprios templates, compartilhando com alguém que possa revisar com cuidado. Personalize – de maneira controlada – o seu material de relacionamento para ficar ainda mais próximo do interlocutor e individualizar seus processos sem perder a identidade corporativa.

Leia, leia, leia, leia. E se ainda tiver um tempinho, leia mais!

Conheça referências de sua área e não use essa leitura apenas para conhecimentos técnicos. Veja o uso de sinônimos, como alguns termos são retomados, a maneira como os parágrafos são construídos e o desenvolvimento de ideias. Seja crítico e avalie como a linguagem é diferenciada de acordo com o público e a plataforma.

Pesquise bons espaços focados no estudo prático da língua portuguesa, como o como o Escrever Bem e Só Português, dicas de profissionais, como Dad Squarisi e Sérgio Nogueira, além de consultar bons dicionários e gramáticas.

Saia da sua bolha

Encontre bons autores em outras áreas. Você amplia o seu conhecimento global e ainda consegue absorver novas maneiras de apresentar ideias. Não se esqueça também de investir em literatura de diversos gêneros. E evite blogs que exageram em estrangeirismos, com escrita muito informal ou formal de maneira exagerada – quando a ideia for avaliar a escrita, claro.

Uma ideia interessante é escrever sobre elementos de seu cotidiano para pessoas que possuem outras especialidades. E aproveite espaços de fácil publicação – como o Pulse – para isso: você compartilha com a sua rede, recebe retornos interessantes e aproveita para fazer ainda mais networking.

Aproveite para dividir mais dicas interessantes para melhorar a escrita!

2 comments / Add your comment below

  1. Gosto de ler e escrever, mas não tenho o hábito e a disciplina que estou aprendendo com você. Encontrei o que preciso para melhorar muito. Não tenho muitas pretensões, mas posso me realizar o sonho de me comunicar melhor. OBRIGADO.

Deixe uma resposta