Não se limite e conquiste seu espaço

Não se limite e conquiste seu espaço

Em uma equipe sempre existe a divisão formal de tarefas, baseada na aplicação de aprendizados esperados para casa função. O clássico “cada um na sua”, como em qualquer empresa tradicional ou no pensamento leigo sobre uma profissão. O interessante é pensar que agora vivemos em uma era de pessoas tendo conhecimentos mais globais e menos presos em pequenas caixinhas que definem não só as pessoas, mas também seus trabalhos. Por que um bacharel em física, por exemplo, não pode ser um grande gestor comercial? Essa é uma função exclusiva para pessoas que formalmente se dedicaram à administração ou economia? Claro que não.

Não é o que você escolheu aos 17 anos em um vestibular que define quem você é. O escolhido foi uma formação acadêmica, o que você fará com isso é uma construção que deverá ser feita durante a sua jornada. O importante é ser lembrado principalmente por suas qualidades comportamentais e habilidades técnicas, não exclusivamente pelo seu diploma universitário (ou até mesmo a ausência dele).

Os guias de estudantes ou as aulas iniciais do curso não dizem isso. Um jornalista está sendo formado para fazer parte de uma redação, até mesmo algumas possibilidades comuns, como a comunicação corporativa ou a carreira publicitária são pouco trabalhadas. E isso não deve ser muito diferentes em outras formações. O mercado possui exigências mais ágeis do que a academia. Cursos de especialização ou livres são mais direcionados e podem complementar essa formação, assim como a rotina e o desejo de aprender.

Obviamente, alguns casos exigem licenças para exercício e não são tão simples assim, exigem um desenvolvimento formal direcionado e obrigatório. Nesse caso são conhecimentos complementares, mas que também são interessantes para expandir horizontes e aplicações, como um fisioterapeuta com facilidade para as artes que utilizaria esse conhecimento para trazer bem estar para seus pacientes, por exemplo.

Não se limite ao que pode parecer apenas o esperado para seu trabalho. Se você quer ser reconhecido por outros conhecimentos além dos habituais, desenvolva-os e coloque em prática. Você pode se tornar um especialista ou alguém que pode apoiar quando necessário, sabendo o básico de programação ou entendendo como trazer mais inovação para seus processos.

Isso também é conhecer o seu contexto – lembre-se apenas de respeitar a opinião de outras pessoas e não se tornar arrogante com esse tipo de novo aprendizado. 

1 comment / Add your comment below

  1. Não sinto que o mercado já absorveu completamente a ideia de um profissional multidisciplinar. Ainda precisamos caminhar muito pro colega e o empregador saber a diferença de conhecimento e arrogância e aproveitar melhor o q seu funcionário tem a oferecer

Deixe uma resposta